Arte

Piet Mondrian

Postado em 07/04/2021

Blog

Piet Mondrian foi um pintor modernista criador do Neoplasticismo. Sob influência da teosofia, buscou a síntese da realidade, alcançando uma abstração que caracterizaria toda sua produção, esta, sob forte influência da alegria rítmica irregular do jazz.


Seu processo de desconstrução figurativista se mostra em: A árvore vermelha (fig.1), A árvore cinzenta (fig.2) e Macieira em Flor (fig.3), estreitando sua relação com o abstracionismo e também pela influência cubista.


A Árvore Vermelha, óleo s/ tela, 70 x 99cm, 1908/10. Museu Municipal de Haia, Haia, Holanda (fig.1)

 

 

A Árvore Vermelha, óleo s tela, 70 x 99cm, 1908/10. Museu Municipal de Haia, Haia, Holanda (fig.1)
A Árvore Cinzenta, óleo s/ tela, 78,5 x 107,5cm, 1911. Museu Municipal de Haia, Haia, Holanda (fig.2)

Macieira em Flor, óleo s tela, 78 x 106cm, 1912. Museu Municipal de Haia, Haia, Holanda (fig.3)

 

“Vamos despir a natureza de todas as suas formas e o que restará será somente o estilo” (Doesburg). Com Theo van Doesburg, fundou a revista De Stijl em 1917, onde desenvolveu sua teoria sobre o Neoplasticismo.
 

Pintura n. 4/ Composição 3, óleo s/ tela, 95 x 80cm, 1913. Museu Municipal de Haia, Haia, Holanda (fig.4)


Composição em oval com planos de cores 2, óleo s/ tela, 113 x 84,5cm, 1914. Museu Municipal de Haia, Haia, Holanda (fig.5)


Composição na Cor A, 1917 (fig.6)

 

Em Composição com grande plano vermelho, amarelo preto, cinza e azul (fig.7), a pintura é composta por linhas e blocos de cores bem equilibrados, criando um efeito monumental, mesmo pela síntese dos meios que emprega.


Essa fase é a mais conhecida de suas pinturas. São estruturas definidas por linhas pretas ortogonais e não diagonais, que nos induziria à percepção de profundidade. Essas linhas multiplicam os limites compositivos da pintura, criando espaços para o preenchimento ou não de uma cor primária. A distribuição assimétrica dos espaços e cores geram pesos visuais diferentes e uma ideia de movimento contínuo. Essas relações o aproximam das teorias da Bauhaus e da Escola de Ulm.
 

Composição com grande plano vermelho, amarelo preto, cinza e azul, óleo s tela, 59,5 x 59,5cm, 1921. Museu Escher, Haia, Holanda (fig.7)


A obra de Mondrian constrói uma crítica a pintura histórica, é uma abstração racionalista, espiritualista e concreta do mundo e se inseriu no cotidiano, influenciando a arte, o design, a moda e a publicidade.

Composição com quatro linhas amarelas (losango), óleo s tela, 80,2 x 79,9cm, 1933. Museu Municipal de Haia, Haia, Holanda (fig.8)

New York City I, óleo s tela, 119,3 x 114,2cm, 1942. Museu de Arte Moderna de Paris, França (fig.9)



Broadway Boogie-Woogie, óleo s tela, 127 x 127cm, 1942/43, Museu de Arte Moderna de Nova Iorque, EUA (fig.10)

 

 



Conteúdo relacionado

Cursos em destaque

Faça-nos uma visita!

Prédio 1: R. Vieira de Morais, 197 | Prédio 2: R. Vieira de Morais, 217 - Campo Belo, São Paulo, SP - CEP: 04617-000
Horário de funcionamento: 2ª a 6ª feira, das 9h30 às 21h30