Escola de pais
Frustrar ou não frustrar, eis a questão!

A frustração é um elemento importante e constitutivo no processo de educação. Aprender a lidar com ela, uma habilidade socioemocional fundamental. Entretanto, nem sempre é fácil frustrar os filhos. Nem sempre é necessário frustrá-los. Qual é o papel da frustração e qual sua medida? A reflexão sobre esta e outras questões é a proposta do encontro.

▪ 13/06/18  |  4ª f., das 19h às 21h


Maria Helena Rocha

Formada em Pedagogia pela USP, com pós graduação em Psicopedagogia e Especialização em Avaliação e Desenvolvimento Moral. Atua há mais de 30 anos em Educação. Autora de livros didáticos nas áreas de História e Ciências, atualmente, é coordenadora pedagógica do Colégio Vértice.